domingo, 29 de agosto de 2010

e o medo da felicidade



e da responsabilidade que ela carrega, perdendo a liberdade para a doação de forma estranha, não-natural e comedora de pedaços. é sorrir pensando em ser pai, exemplar, social. aquilo que não fui e não tenho muita prática para ser.

4 comentários:

Laris. disse...

Que bobagem é esta? Medo de ser pai?
1° que eu não estou grávida e 2° que eu te ensino, sendo uma ótima mãe.
hauhauhauahuahauha

Excelente reflexão. Escreva mais!
Se continuar assim, te deixo fazer um comentário no meu blog,
=***

Stela disse...

Leeo, volta pra Maputo, quem sabe aqui você não arranja um filho! uahauha

la increible aventura disse...

é um bom momento de ter um filho em maputo, quem sabe ele já treina guerrilha desde novinho.

Arco Irís disse...

A gente sempre tem medo do que não conhece!

:)