segunda-feira, 31 de maio de 2010

quero romance

mas espero o livro de presente, pois não saberia comprá-lo. quero também os pertences mais aparentes dela, frutos do orgulho e necessidade de se mostrar forte, combustíveis para esquecer uma antiga mágoa. espero sua dança atraente - onde o vulgar não me fez entender - suportada pelas botinhas feias que confrontam o que acho ser bom gosto. beijar novamente, através de dedos temerosos, cada vértebra sua e sorrir logo após de forma aliviada. externar comentários aleatórios e sem nexo aparente, sentindo ciúmes, na incerteza desejada que serão em vão. tentar domá-la, só para vê-la praticar o seu charminho-de-independência.


"...to feel connected enough to step aside and weep like a widow."

ler, ao lado dela, apenas uma página a cada noite, aceitando seus deboches sem protestos.

3 comentários:

lalafernandes disse...

=)
cool

Zeca de Oliveira disse...

meu garoto. tu é foda, visse?

Anônimo disse...

director,
vc é bom nisso!!
ahahahhaha
welcome to the happy land